A Carta aberta de uma jovem médica para Marcelo… Vale mesmo a pena ler!

Querido Marcelo,

Peço que me desculpes, mas hoje trato-te por tu. Contigo estamos à vontade e não “à vontadinha”; mas mesmo não tendo andado contigo na escola, e sabendo que tens idade para ser meu avô, permite-me a irreverência.

Elegemos-te, como elegemos todos os políticos, para nos representares. E tu, matreiro, tens feito exactamente isso. Que desassossego Marcelo!

Que coisa rara ser-se assim genuíno!

Vais a tudo e a todas. Nem o Emplastro consegue seguir-te as pisadas! Como fizeste no fim-de-semana em que se cumpriu Portugal? Aposto que com tantos quilómetros entre Papa, Salvador e Benfica tinhas amealhado pelo menos uns dez DOTS, se eles ainda estivessem na moda.

Pouco a pouco, tens conquistado estes corações de granito que nós lusitanos tendemos a carregar. E olha que não gostamos nada disso! Tal como nos Santos a sardinha se vende ao preço do cardume, no mundo da politiquice quando a esmola é muita o povo desconfia. Homem político é para ser odiado, senão de que nos servem? A quem atiramos a primeira pedra se começam todos a ser como tu?

Contigo é um desatino! Sem esforço, tens intensificado este sentimento de que ainda há políticos decentes. Que ousadia a tua, mostrares-te assim simples e honesto, sem prepotência e sem orgulho! Não tens medo de ser vulnerável. E menos medo tens de quebrar protocolos e seres um Presidente tresmalhado que não segue rebanhos.

Mostras compaixão onde outros mostraram assessores. Pões o dedo na ferida e vais para a arena com os restantes comuns mortais. Nada do que fazes é por interesse próprio, nem queres que seja. Quando um jornalista te perguntou quanto tempo ficarias no Pedrógão, respondeste, fresco como um manjerico, que ficarias o tempo que fosse necessário. Inconcebível para ti tentar prever o tempo que demora a dar uma palavra de conforto a quem dela mais precisa.

Estou-te grata por trazeres à baila o humanismo que tinha caído em desuso na tua classe profissional — e não só. No mundo médico por exemplo, é de mau tom e eticamente questionável abraçar um doente. Mas às vezes, quando a dor é muita e não sabemos o que dizer, um abraço diz tudo. E digo-te — cá entre nós — que tanto eu, como muitos colegas, já cometemos essa perversão.

Sei que sabes quão poderoso pode ser um abraço. Fizeste-o quando chegaste ao local da tragédia, por caminhos aparentemente pouco recomendados. És assim. Deixas tudo num reboliço e vais pousar directamente onde é preciso. E ficas, demoras-te, e inundas tudo e todos de compaixão, como um amigo verdadeiro. Estávamos sedentos de ter alguém assim.

Nesta vida-luta que travamos nem sempre temos coragem para ser genuínos, vulneráveis e humanos, como tu. Este desamor Marcelo, é para ser vivido longamente. Espero que consigas inspirar outros a ser como tu e que nos relembres que os valores pessoais falam mais alto do que a profissão que exercemos. Mas o que quero mesmo, é que, em caso de tragédia, possas ser tu a ir lá dar “aquele abraço” que todos nós gostaríamos de poder dar!”

A carta dirigida a Mariana Mortágua que ficou viral nas redes sociais

As palavras de uma mulher ficaram virais pelas redes sociais nesta carta a Mariana Mortágua que tem sido acusada de querer roubar os portugueses.

“Cara Mariana, no seguimento à sua brilhante frase “Temos de perder a vergonha e ir buscar dinheiro a quem está a acumular dinheiro”, permita-me a minha revolta nestas palavras que lhe dirijo: Esta sou eu com 16 anos no meu 1º trabalho, nas férias do Liceu (não, não é photoshop nem posei para a fotografia, estava mesmo a trabalhar!). Ganhei o meu 1º salário, 30 contos, como operadora de empilhador numa empresa de construção. Aos 17, já carregava camiões, com chuva e pó nas ventas ao volante de 1 máquina de maior porte. Com 6h de trabalho intenso, onde por vezes era preciso montar paletes (de blocos de cimento), seguia para a escola. 

Aos 18 já era independente e pagava as minhas contas. Ingressei no ensino superior. Dava aulas durante o dia todo e seguia para o Porto, estudar à noite. Formei-me a pagar meus próprios estudos como trabalhador estudante. Comprei aos 23 anos meu 1º carro sozinha (1 renault cinco em 2ª mão). Aos 28 anos construí 1 casa com empréstimo bancário que paguei durante 15 anos. Aos 35, tinha já 1 poupança de alguns milhares. Ao longo dos meus 50 anos, já fiquei sem emprego mas nunca sem trabalho. 

Só estive 4 meses no fundo de desemprego, para logo de seguida empreender. Quando estive grávida deixei perplexa a funcionária da segurança social perante minha ignorância e não ter, por isso, requerido subsídio. É que meus pais ensinaram-me a trabalhar, não a viver à custa do Estado. Não desenvolvi essa habilidade. Porque apesar de não ter dividido como o meu pai, 1 sardinha por três, cresci sem saber o que era abundância. A dar valor a tudo o que se tinha. A lutar. A fazer reservas para o futuro. 

Emigrados no Canadá, e porque era preciso “acumular dinheiro”, não tenho 1 lembrança, em criança, de 1 passeio com meus pais, de 1 almoço fora, de 1 férias… Os brinquedos, ainda hoje consigo lembrá-los todos. As roupas e calçado, só quando eram mesmo precisos. Vivi em casas modestas dormindo na sala. Porque era preciso “acumular dinheiro”, aos 5 anos tive de aprender a tomar conta de mim sozinha (ter babysitter é prós fracos). Porque meu pai , acampado nos bosques onde cortava pinheiros, só vinha ao fim semana. Minha mãe, tinha 2 empregos (era contínua e fazia limpezas), só a via à hora de almoço porque saía às 5h e chegava sempre pelas 24h. Cresci sozinha porque era preciso trabalhar arduamente para “acumular dinheiro”. Porque o meu pai não assaltou bancos. O que tinha era mesmo dele. Saiu-lhe do corpo. 

Por isso, vocês é que deveriam ter VERGONHA. Porque é preciso ser-se muito NULO para não saber governar sem sacar a quem faz pela vida. Criar grupos de trabalho de como assaltar as poupanças e património, em vez de procurar estimular e incentivar a economia. Porque de facto, já não pagamos impostos suficientes. Saiba que os “acumuladores de dinheiro deste país, trabalharam arduamente para o ter. Sejam grandes ou pequenos acumuladores de dinheiro”, TODOS começaram de baixo (excluo aqui, como é óbvio, os criminosos assaltantes de bancos, de património, traficantes). E consoante as suas aspirações, uns apostaram mais alto, outros menos, mas todos contribuindo para o enriquecimento da Nação. 

E é graças a eles TODOS que a Mariana, sem mérito algum, pousa o seu rabito no Parlamento. Porque não fossem eles, não haveria salário para nenhum de vós, que a bem dizer, é um desperdício. O país não precisa de parasitas que estudam meios para conseguir roubar mais a quem os sustenta. Precisa sim de gente como nós, mais ou menos “abastados” que produz, que investe, que cria postos de trabalho. 

As Armas ROUBADAS EM TANCOS foram encontradas

A par dos Incêndios este é mais um caso que cheira mal até ao longe e está longe de ser explicado como deve ser, o material furtado foi encontrado a 20 quilómetros de Tancos, na Chamusca.


Comunicado da Polícia Judiciária Militar:

A Polícia Judiciária Militar informa que, na prossecução das suas diligências de investigação no âmbito do combate ao tráfico e comércio ilícito de material de guerra, recuperou esta madrugada na região da Chamusca, com a colaboração do núcleo de investigação criminal da Guarda Nacional Republicana (GNR) de Loulé, o material de guerra furtado dos Paióis Nacionais de Tancos.

O material recuperado já se encontra nos Paióis de Santa Margarida, à guarda do Exército, onde está ser realizada a peritagem para identificação mais detalhada.
Prossegue a investigação criminal relativa a este furto, que continua em segredo de justiça.
O Ministro da Defesa Nacional bem como o DCIAP foram informados das diligências em curso.

Lisboa, 18 de outubro de 2017″

PS chama de urgência ao parlamento ministro da Defesa

O PS anunciou que vai chamar com caráter de urgência o ministro da Defesa, José Azeredo Lopes, à Comissão Parlamentar de Defesa, na sequência da interceção pela Polícia Judiciária Militar do material roubado na base de Tancos.

O material de guerra tinha desaparecido dos armazéns militares dos Paióis Nacionais de Tancos no final de junho, tendo sido revelado publicamente no dia 29.

Entre o material de guerra furtado dos Paióis Nacionais de Tancos estavam “granadas foguete anticarro”, granadas de gás lacrimogéneo e explosivos, segundo a informação divulgada pelo Exército.

O Chefe do Estado-Maior do Exército mandou instaurar três inquéritos, nomeadamente ao funcionamento do sistema de videovigilância, à intrusão nas instalações e à gestão de cargas.

O Exército decidiu encerrar os paióis nacionais de Tancos, optando por concentrar o material nas instalações de Santa Margarida e admitindo armazenar algum material nos paióis dos outros ramos, em caso de necessidade.

Fontes: PJ Militar, RTP

Trump esquece-se de que Melania está ao seu lado

O Presidente Donald Trump visitou Fort Myers, na Florida, e falar acerca dos esforços que as equipas de socorro tiveram após a passagem do furacão Irma. Ele foi acompanhado pela mulher, Melania Trump só que quando se dirigiu à multidão esqueceu-se simplesmente dela… porque lembrou o quanto ela gostaria de estar ali!!

Veja abaixo o momento insólito:

 

Facilitava casamentos por conveniência entre Turcos e Portuguesas!

Foi condenado a 5 anos de prisão, com pena suspensa, um arguido sendo o principal responsável entre casamentos por conveniência entre turcos e mulheres portuguesas.

O arguido terá de pagar ao Estado cerca de 12 mil euros, sendo o dinheiro que terá ganho com o esquema até à data de ser apanhado nesta rede.

Foi dado como provado o esquema deste arguido. Este montava toda a lógica administrativa e a viagem para as mulheres irem casar à Turquia.

As mulheres portuguesas iam eludidas no dinheiro que pensavam receber com este “casamento”, prometiam entre 2 mil a 3 mil euros, mas acabavam por receber apenas uma fracção desse valor. Eram enganadas!

Já os Turcos queriam casar com portuguesas para conseguirem viver em portugal .

Até ao momento sabe-se que foram dados como provados 5 casamentos por conveniência. 5 crimes!

As mulheres, ditas noivas, eram de grandes incapacidades financeiras, dos bairros sociais e sujeitavam-se a isto para conseguirem algum dinheiro para o seu sustento.

Junta de Freguesia proíbe Circo com Animais !Aplausos!!!

A Junta de freguesia de Rio Tinto, não autoriza a presença de animais nos circos que realizem espetáculos na sua freguesia. 

Esta adianta que a “entidade contra a utilização de animais nos espectáculos de circo”, acrescenta também que pela “não emissão de pareceres favoráveis às instalações de circos no território da freguesia que incluam espetáculos ou exibições de animais”.

Quanto à câmara municipal “não sejam emitidas licenças a espetáculos circenses que incluam a exibição ou utilização de animais”.

Pode ser que estas medidas sirvam para o restante país e parem de brincar com os animais. Dado que, cada vez a procura perante as pessoas para ir ao circo é cada vez menor, logo menos crédito existe para a alimentação dos animais, trato deles e afins.

Pois… Arguidos os filhos do embaixador do Iraque! Haja justiça.

Os filhos do embaixador do Iraque vão ser ouvidos, informa o Ministério Público, pois é necessário e determinante o levantamento da imunidade diplomática dos 2 rapazes arguidos.

Contudo, só com o inquérito dos irmãos se poderão esclarecer os contornos em que o jovem Rúben Carvalho foi agredido em Ponte de Sôr.

Iraque informa o seguinte citado: ” Considerou, dada a fase do processo e a consequente impossibilidade de acesso ao mesmo, prematuro tomar uma decisão a respeito do pedido de levantamento de imunidade”.

A fonte oficial da PGR também informa o seguinte: “No âmbito do inquérito relativo aos factos ocorridos em Ponte de Sôr, o Ministério Público suscitou, em Agosto, ao Ministério dos Negócios Estrangeiros a ponderação de intervenção no âmbito diplomático, ao abrigo da Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas, no sentido de saber se o Estado Iraquiano pretende renunciar expressamente à imunidade diplomática de que beneficiam os dois suspeitos, filhos do Embaixador do Iraque em Lisboa”.

Aguardamos o resultado deste sucedido e que se faça justiça, pois a vida de um jovem foi posta em causa, o jovem Rúben Carvalho.

Afinal não é só o CR7. Ricardo Carvalho e Coentrão acusados!

A justiça de Espanha acusa o antigo jogador do Real Madrid, de nome Ricardo Carvalho por delitos fiscais, estando também a investigar o internacional português Fábio Coentrão também por os mesmos sucedidos. 

Cristiano Ronaldo, o craque Português desviou milhões de euros em impostos através de uma sociedade nas Ilhas Virgens.

Foram cedidos documentos que informam OCS pela plataforma digital ‘Football leaks’, são muitas a estrelas do futebol internacional que se esforçam por ocultar os seus rendimentos ao fisco,como o caso de Fábio Contrão, CR7 e Ricardo Carvalho, entre outros jogadores.

O agente de CR7 já falou, Jorge Mendes, que este se encontra em dia com as suas obrigações fiscais, tanto no Reino Unido como em Espanha, informando que não tem qualquer fuga ao fisco.

Está tudo sob investigação judicial.

CR7 arrisca 6 anos de prisão por fugir ao pagamento de impostos

O craque Português, Cristiano Ronaldo arrisca seis anos de prisão por fuga ao fisco, relata o jornal espanhol El Mundo.

Ronaldo terá recorrido à empresa offshore com sede nas Caraíbas para evitar pagar mais impostos.

Segundo uma investigação divulgada pelo jornal espanhol El Mundo, desde 2009, o jogador do Real Madrid terá recebido mais  150 milhões de euros com contratos de publicidade, mas com o uso do esquema só pagou ás Finanças espanholas 5,6 milhões de euros em impostos.4% do

Mais de 60 milhões não foram declarados por Cristiano Ronaldo.