Portugal

Homem com cancro terminal mata mulher com dois tiros em Esmoriz

Gostou do Artigo ?
Subscrever Notícias de Portugal

Homem tinha cancro terminal e disse que se não podia viver, ela também não.

O homem de 79 anos, foi ao local onde a vítima trabalhava, e quando esta foi ao multibanco disparou dois tiros de caçadeira à queima-roupa.

Arminda Monteiroo, de 58 anos,  acabou por sofrer uma paragem cardio-respiratória e perdeu a vida ainda no local, apesar de ter sido socorrida por um bombeiro que estava no efificio, por cima do multibanco , a dar precisamente uma formação de primeiros socorros.

O homem tentou suicidar-se mas foi impedido por dois populares,  e ao que parece o homem sofria de cancro terminal  e disse que “se não podia viver ela também não”.

Ao que tudo indica não há historial de violência doméstica, mas o fim  do relacionamento poderá estar na causa do crime.

Gostou do Artigo ?
Subscrever Notícias de Portugal

Deixe o seu comentário: