Portugal

Militar da GNR que estava em morte cerebral não resistiu

Gostou do Artigo ?
Subscrever Notícias de Portugal

Vânia Martins, a militar da GNR que estava em morte celebral depois do violento acidente na A1 acabou por não resistir.

De notar que para além de Vânia Martins 30 anos, também Carlos Pereira que tinha sido pai há poucos meses, perdeu a vida  na sequencia da colisão ente um BMW, que circulava a mais de 150 km/h, e o carro-patrulha da GNR que estaria a sinalizar o local aquando o sinistro.

Gostou do Artigo ?
Subscrever Notícias de Portugal

Deixe o seu comentário: