Portugal

Prostituta assassinada pelas costas em “cenário de horror”

Gostou do Artigo ?
Subscrever Notícias de Portugal

Depois de marcar um encontro com o agressor, a 27 de janeiro de 2019, a vítima, Ana Lúcia Oliveira, foi atingida no pescoço com um objeto perfurante que lhe fez um golpe com 19 centímetros.

A mulher, de 48 anos, ainda tentou pedir socorro, mas morreu sufocada pelo próprio sangue.

De seguida, Yuren Teixeira roubou os telemóveis da vítima, para esconder os contatos entre ambos, mas acabou por cortar-se ao partir um dos vidros da porta da rua, o que deixou vestígios hemáticos seus no local do crime.

O Tribunal de Santarém considerou provados todos os factos da Acusação do Ministério Público (MP), agravando a condenação pela conduta do arguido e pela tremenda violência que envolveu o crime. Yuren Teixeira, o técnico de informática que assassinou uma mulher com quem tinha relações sexuais a troco de dinheiro num apartamento na Travessa das Frigideiras, em Santarém, foi condenado a 21 anos de prisão, por homicídio qualificado.

Na leitura do acórdão, que decorreu na tarde desta quarta-feira, 15 de julho, a presidente do coletivo de juízes sublinhou que o arguido, de 33 anos, agiu com “um total desprezo pela vida da vítima, que morreu atingida pelas costas e sem possibilidade de se defender, para ser deixada num cenário dantesco”.

Gostou do Artigo ?
Subscrever Notícias de Portugal

Deixe o seu comentário: